O laço e o compasso

Categoria: Tags: , , Autor:  
(6 avaliações de clientes)

Quero continuar poetando e, assim, usar as minhas inspirações versatilizadas moldadas pelas palavras que formam o condão do poeta. Acredito que o ser poeta, além de dotado das maravilhosas inspirações, escreve e recita os seus pensamentos, incrementados por satisfações desenhadas nos mínimos detalhes que desafiam até o que possa estar na linha que transpõe o Maktub.
O espelho da literatura mostra a imagem perfeita desse desenho e os seus reflexos. São linhas de pensamentos livres que surfam nas ondas da imaginação e conotam tais inspirações. O laço e o compasso se juntam aos caracteres para a construção dos versos constantes em cada poema inserido nesta produção, que considero magnífica.
Quero, também, dedicar este livro ao meu público leitor, principal protagonista da minha versatilidade poética. Aos meus familiares que me incentivam sobremaneira, votos de gratidão. Como sempre faço: estendo os mais francos agradecimentos à minha esposa Dalva Vasconcellos, incentivadora e fiel escudeira.
No mais, ponho o laço na mão, abro o compasso e concentro-me para que formemos o verdadeiro conjunto da obra.

O autor

 

Ouça alguns poemas de Paulo Vasconcellos, na voz de amigos:

Irradiação, na interpretação de Débora Paz:

Prece nostálgica, na interpretação de Luzinete Feitoza:

Teimosia, na interpretação de Naldo Barros (deficiente visual):

Amigo, na interpretação de Maroel Bispo:

Intuição feminina, na interpretação de Elza Melo:

Compêndios, na interpretação de Ketura Paz:

Simetria, na interpretação de Arão Paz:

Deus presente, na interpretação de João Antero:

Sensibilidade, na interpretação de Antônia Pinheiro:

Sutil candideza, por Conceição Maciel:

Declarações de versejador, por Samuel Alencar:

Substanciais Cheiros, interpretação Sueli Saad:

Estaturas Medrais, na interpretação de Rosilda Dax:

Cantata, na interpretação de Plácido Ramos:

Descrença, por Sandra Veroneze:

Pedidos substanciados, na interpretação de Jonas Matheus:

Trovando, por Lucivaldo Ribeiro:

Viajante aventureiro, por  Tereza Cristina Vasconcelos:

Observatório, na interpretação de Maurinho Rocha (deficiente visual):

Minha sensatez, por Ivan, O Peregrino

Paradoxos, por Ariane Amoras:

Construção substantivada, por Ioneida Braga:

Atos intelectivos, na interpretação de Eleci Silva:

Comparações, na interpretação de Maria de Belém Maués:

O protagonista, interpretação de Benigna Samselski, sonoplastia Chiquinho do Acordeon:

Minhas qualidades, na interpretação de José Medeiros Filho:

Pensamentos elevados, na interpretação de Josué Paz:

Coração Insatisfeito, na interpretação de Carmem Oliveira:

Pequenas frases, na interpretação de Cleni Guimarães:

Familiaridade, na interpretação de Aldemira Aguiar:

Irmão Sol, na interpretação de Weslem Gonçalves:

Amigo, na interpretação de Terezinha Moreira:

Definição, na interpretação de Madalena de Oliveira:

Altruísmo, na interpretação de Benício Guedes:

Quero apenas, na interpretação de Socorro Rebouças:

Ser esplendoroso, na interpretação de Terezinha Moreira:

Ascendência, na interpretação de Stélio Vasconcellos – Deficiente visual:

Tu e eu, na interpretação de Paulo Maximiliano:

6 avaliações para O laço e o compasso

  1. Benigna Samselski

    Simplesmente maravilhoso!
    Parabéns pelo magnífico trabalho do Poeta em si, dos intérpretes, da equipe da edição, na pessoa de Sandra Veronese e a todos que direta ou indiretamente contribuem para tal feito.
    Parabéns a todos.

  2. Antônia Pinheiro

    Para mim, uma honra fazer parte deste trabalho magnífico como intérprete. Parabéns pelas belas poesias e pelas demais vozes que fizeram acontecer esta obra!

  3. Paulo Vasconcellos

    Sinto-me deveras honrado e feliz, por receber este presente da pragmatha/Sandra, assim como também, dos meus amigos que estão interpretando as minhas produções poéticas. Deus e conosco!!!

  4. MAROEL DA SILVA BISPO

    Excelente passo que engrandece a poesia e reconhece o inestimável valor de Paulo Vasconcellos para a cultura brasileira. Parabéns querido poeta amigo!!!
    Maroel Bispo – Feira de Santana – Bahia.

  5. José Fernando Moreira da Silva Moreira

    Simplesmente linda tal obra, pela clareza, objetividade e muito amor; o mundo nunca precisou tanto de poesias como essas. Parabéns ao nosso Poeta e que Deus ilumine todos que oarticiparam desse magnífico conteúdo.

  6. Fr. Jonas Matheus Sousa da Silva

    É de grande alegria, apreciar e colaborar com o Paulo Vasconcellos em mais um projeto brilhante que ressalta as profundas intuições oriundas das labutas poética e existencial na comunhão de vozes e corações que se enlaçam no compasso vivo dessas meritórias poesias!!!

Adicionar uma avaliação

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *