Retorno indesejado

Senti vergonha por você, Gustavo. Por teres trabalhado tanto para construíres a tua empresa gráfica e precisares ficar nas mãos de uma profissional tão incompetente. Há um mês encomendei 25 camisetas serigrafadas para a nossa associação de bairro. Como não obtive qualquer contato, liguei para cobrar da tua gerente. Sabes qual foi o retorno que ela me deu? “Não estão prontas! Ligue amanhã para ver se estarão”.

Lamento profundamente, mas quero que saibas que cancelei o pedido no ato.

Por Rosalva Rocha

……..
Texto integrante do projeto de exercício literário proposto pela Pragmatha Editora em suas redes sociais. Participe! Em caso de dúvida, converse com a editora Sandra Veroneze pelo e-mail sandra.veroneze@pragmatha.com.br

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp