Quem é o maior talento na literatura brasileira?

Maior e melhor são subjetividades. Depende de quem avalia e seu contexto. Porém, algumas subjetividades alcançam o status de maioria. Tornam-se quase unanimidade, universais. Perguntamos aos escritores do Caderno Literário qual o maior escritor / maior escritora da literatura brasileira. Confira!

Raquel Lopes – Cada autor tem sua particularidade, além do estilo e do gênero literário. Escolher um para mim é um pouco difícil, contudo, um que considero ser importante para o Brasil é o Machado de Assis e sua extensa obra, considerando ser um dos grandes gênios da história da literatura. “É grande, é imenso, o Machado. É o pico solitário das nossas letras. Os demais nem lhe dão pela cintura.” (Monteiro Lobato)

Leonardo Andrade – O Brasil produziu inúmeros escritores e escritoras de muito talento, mas na minha opinião Carlos Drummond de Andrade é o maior deles. Poeta, cronista e contista, Drummond extraía poesia das coisas simples, coloria situações com tons e matizes inéditos e falava de amor com muita propriedade. Autor de poemas antológicos como “No meio do caminho”, que se refere aos obstáculos que surgem ao longo de nossos caminhos, e “Quadrilha” onde fazendo alusão à dança de mesmo nome tradicional nas festas juninas, fala com genialidade sobre os desencontros do amor. Drummond possuía a eterna magia de preencher as lacunas de cada dia com uma linda poesia.

Giovana Schneider – É uma pergunta difícil, pois todos têm a sua particularidade e seu potencial de bons escritores. Mas vou falar de uma que me conquistou, pois ao ler “Quarto de Despejo” me senti nele. Vivi cada momento, me adentrei no livro, chorei e ri. Carolina Maria de Jesus não teve estudos, não teve formação, mas nasceu com uma coisa linda, o dom da escrita. Sou apaixonada por ela, devo confessar, pois mesmo vivendo uma situação bastante difícil, favelada, catadora de papel, vivia na miséria, passava fome, ela encontrou na escrita uma boa opção de distração naquela miséria em que vivia. Ela é um ser realmente admirável, assim penso.

Carlos de Hollanda – O maior escritor da literatura brasileira, em minha opinião, é Joaquim Maria Machado de Assis, pelo estilo elegante de seus escritos, pela capacidade de desenvolver um tema, prendendo o leitor em seu universo ficcional. Contos, romances, poesias até hoje são atuais.

Ronaldo Campello – Na minha opinião, o maior escritor do Brasil é Cruz e Sousa. Seu trabalho retrata as dores da alma, as desilusões e o preconceito tão profundamente enraizado nesta terra.

Geremias Goulart – Na minha opinião acho que é meu nobre mineiro Carlos Drummond de Andrade, pois tem um relato muito renovador sobre Minas.

Rita Queiroz – Escolher o melhor escritor brasileiro é difícil. Para mim, são dois: no século XIX, Machado de Assis, insuperável; século XX, fico com Jorge Amado, por toda a sua projeção internacional, por ter levado o povo a ser protagonista de suas obras, por trazer a língua do povo para seus textos. Haveria outros aqui para declarar como melhores escritores, mas já me excedi.

Roberto dos Santos Queiroz Jr – Acredito que atualmente seja o escritor Milton Hatoum, porque ele não somente conseguiu dar visibilidade ao Amazonas – seu estado natal – fora de suas fronteiras, como também está antenado com todos os dilemas e distorções que regem o que convencionamos chamar nos últimos anos de globalização.

Amélia Raposo da Luz – Guimarães Rosa, em Grande Sertão: Veredas. Ele retrata um universo no sertão brasileiro com vocabulário próprio e original.  Uma emocionante história com personagens marcantes. Nunca li coisa igual.

Antonio Marcos Bandeira – Raquel de Queiroz, por sua escrita forte, comovente, sensível e contundente. Raquel, à frente de seu tempo, como as mulheres nordestinas são.

Mário Antonio Barcelos  – Mario Quintana. Gaúcho, poeta, escritor… Suas frases na minha opinião são visionárias e marcantes, que ultrapassam gerações.

Jeane Tertuliano – Sem sombra de dúvida, afirmo: Machado de Assis é o maior escritor do Brasil. Quem leu Machado sabe da profundidade da sua obra e que seu modo de cativar o leitor é diferente, ninguém se equipara ao mestre!

Claudia Gomes – Há vários escritores bons no Brasil, mas como tenho que citar um, atualmente, digo que é Conceição Evaristo. A escrita de Evaristo é de libertação, de resistência, de luta contra o racismo e toda forma de exclusão, principalmente em relação à mulher. Evaristo me representa em vários aspectos.

Rafael Alexandrino Malafaia – O maior escritor do Brasil é o Murilo Rubião, por escrever literatura fantástica como ninguém fez antes no país, e por ter influenciado o Gabriel Garcia Marquez. A maior escritora do Brasil é a Cecilia Meireles, por ter condensado 400 anos de poesia brasileira na obra Flor de Poemas.

Roselena Fagundes – Escolho Cecília Meireles, por ser uma mulher, intelectual, sensível, escritora, pesquisadora, poetisa, mãe, professora. Sofreu, viveu e amou com intensa paixão!

Rosalva Rocha – Carlos Drummond de Andrade. A meu ver, na poesia é a maior referência. Além de poeta brilhante, foi contista e cronista. Já em 1928 causou um escândalo literário com a poesia “No Meio do Caminho”. As suas retinas tão fatigadas deixaram para sempre a certeza de que no meio do caminho tinha uma pedra. Fantástico!

Francisca Narcisa Silva – Para mim, é a escritora e poeta Coralina de Jesus. Por ser uma das primeiras escritoras negras do Brasil. Sua obra “Quarto de despejo” é simplesmente espetacular.

Gabriella Slovick – Clarice Lispector, porque ela é capaz de transitar nas diversas dimensões da existência humana. Clarice fala da essência do Ser. Para onde caminha o ser humano, se não para dentro de si mesmo? Assim foi e assim será. Clarice Lispector conseguiu penetrar no mais íntimo de si mesma e nos conduz ao encontro de nós mesmos em toda sua obra.

Isabel C S Vargas – Confesso que não saberia dizer um único nome. Seria infiel àqueles que coloriram minha juventude. Vou simplificar dizendo os que eu amava. Li todos os livros de Érico Verissimo, todos de Jorge Amado, Cecília Meireles. Lia Quintana , Drummond, Ruben Braga, Fernando Sabino, Graciliano Ramos. Gosto de Lya Luft , Carpinejar e Augusto Cury.

Lin Quintino – Eu considero a Clarice Lispector uma das maiores escritoras do Brasil, não somente pelas suas crônicas e romances, mas também por abordar temas relacionados ao mundo feminino que em sua época ainda eram considerados tabus.

Fernando Matos – Augusto dos Anjos. Ele consegue revelar o mais íntimo sentimento da alma humana, suas dúvidas, alegrias e tristezas.

Rosa Acassia Luizari – Machado de Assis pode ser considerado o maior escritor brasileiro pela versatilidade de sua obra. Jamais alheio às questões sociais e políticas de seu tempo, soube retratar o Brasil de sua época com maestria.

Maria Antonieta Gonzaga Teixeira – O maior escritor de todos os tempos, sem dúvida: Machado de Assis. Um autodidata, que chegou a exercer cargos públicos importantes da época  e entre suas publicações, crônicas de observação à sociedade brasileira. Mas asseguro,  que no Brasil  há muitos escritores e escritoras muito bons. Entre os muito bons cito Castro Alves. E Cora Coralina, minha conterrânea de versos fáceis e inteligentes.

Frederico Romanoff – Clarice Lispector, por sua profundidade na alma do ser humano, com todas as contradições que a sua figura pode apresentar. É inegável que ela abriu alas em um estilo de escrita surpreende e intrigante. “A Hora da Estrela” é lindo e já está mais popular, mas “A maça no escuro” para mim guarda toda uma beleza e densidade que nos faz viajar.

Valéria Leão – Não existe resposta fácil para uma pergunta difícil. São tantos os grandes escritores brasileiros: Machado de Assis, Guimarães Rosa, Drummond, Jorge Amado, Mestre Suassuna, Ferreira Gullar, entre outros; difícil escolher o “maior”. Entre as escritoras, um número sem fim de mulheres que nos tocam, provocam e motivam. Cecília Meireles, Rachel de Queiroz, Zélia Gattai, Nélida Piñon, Lya Luft… São inúmeras as que me encantam. Tudo isso para dizer que não consigo escolher o “maior”, entre tantos gigantes da nossa literatura. Deixo minha modesta homenagem à Cora Coralina, pois a singeleza de sua obra me inspira.

Leila Araujo Pereira – Em minha opinião,  a maior escritora do Brasil é Clarice Lispector, porque sua obra é marcante e intensa como a própria escritora. Ao abordar temas da vida real que envolvem o psicológico, o emocional e o ser humano nu e cru,  fazem a sua literatura ser tão profunda como é.

Rubens Jardim – O maior escritor do Brasil, na minha opinião, é o Guimarães Rosa. Por que? Taí uma questão dificil de ser analisada. Ou justificada. Afinal, a literatura não existe em si. Ela foi e será sempre uma relação entre o mundo interior do autor expresso em suas obras e o mundo interior do leitor. Daí as dificuldades em estabelecer hierarquias, tipo isso é melhor que aquilo. Tenho outros escritores que adoro como Jorge de Lima, Drummond, Raduan Nassar.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Fechar Menu
Whatsapp Chat
Envia via WhatsApp
×
×

Carrinho