Pra que?

Pra que?

Deitou-se na cama e chorou. Não era esse o seu objetivo, mas foi o resultado que criou o seu inconsciente depois de muitas tentativas em vão.

Queria estar produzindo e desfrutando da sua imaginação e do seu potencial. Ao invés disso, colheu enormes complicações.

Esgotou a sua fonte de criatividade e chegou ao seu limite de exaustão e não avançou em nada, quando na verdade tudo deveria ter sido executado sem nenhuma margem de erro e então tudo deu errado.

Sem encontrar outra alternativa, deitou-se na cama e chorou.

Imediatamente veio à mente a pergunta: pra que?

Por Nelci Bach

……..
Texto integrante do projeto de exercício literário proposto pela Pragmatha Editora em suas redes sociais. Participe! Em caso de dúvida, converse com a editora Sandra Veroneze pelo e-mail sandra.veroneze@pragmatha.com.br

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp