“Para curar o coração”

Há quem diga que viver é uma bênção. E há quem diga que viver é uma luta. Nos versos de Ed Carlos, a vida é descobrir e descobrir-se. Sua narrativa subjetiva, expressa em poesia, é um desdobrar infinito de sentimentos, pensamentos, sensações, intuíres, que nos conecta com aquilo que temos de mais íntimo e joga o olhar lá para o horizonte, como quem se pergunta quem é, para onde vai, e qual o sentido disso tudo. Como doem, e como são belos, os seus versos. Passeiam pela saudade, pelo desejo, pela inocência, e nos lembram como é fugaz esse nosso viver, tal qual o barquinho à deriva. E como é, ao mesmo tempo, fortaleza, esse viver, tão inteiro em sua própria verdade, agora expressa em “Para curar o coração”.

Sandra Veroneze

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Fechar Menu
Whatsapp Chat
Envia via WhatsApp
×
×

Carrinho