“Mais realizado como empresário, profissional e cidadão”

Rodrigo Bernardino é curador do projeto IT Talks e fundador do Grupo Mostra de Ideias. Foi o organizador da obra “O transporte de cargas brasileiro em tempos de pandemia – Reflexões, Desafios, Perspectivas e Oportunidades”, lançado pela Pragmatha. Nesta entrevista, fala sobre o processo de construção da obra e importância dela para o setor.

Qual a importância deste livro para o setor de transporte rodoviário de cargas brasileiro?

O setor de transporte rodoviário de cargas brasileiro é responsável por mais de 65% de tudo que é transportado nesse país. O livro veio para ser um guia e também mostrar como as empresas estão tornando suas operações mais eficazes para vencer qualquer desafio, principalmente esse que o mundo ainda enfrenta com a covid-19. Esse livro será lembrado por gerações de empresários e com certeza terão orgulho de ver um livro tão bem escrito, com vivências e desafios superados.

A obra foi concebida muito rapidamente, figurando entre as primeiras no Brasil a analisar os impactos da pandemia em determinado setor da economia. Como foi esse processo?

Para nós foi um orgulho imensurável estar neste patamar, porque sabemos que sem esse setor o Brasil para, como vimos na greve dos caminhoneiros. E ter algo que revela muito mais que a força dos caminhões nos faz ser pioneiros não só em um projeto editorial com essa frente, mas também porque mostra como está o setor neste século e principalmente como as empresas vêm sendo geridas por grandes empresários e executivos, que se pautam na educação, conhecimento e trocas de informações entre as pessoas.

Os coautores, além de influenciadores digitais, são agora também produtores de conhecimento, considerando que o mercado e também a academia valorizam quem tem livro publicado. O que isso muda no projeto IT Talks?

Sabemos que uma sociedade se faz de homens e livros, parafraseando o grande escritor Monteiro Lobato, que brilhantemente comentou sobre isso. E concordo com ele, porque sem uma experiência literária de qualidade, impossível ficar para a história. Com o avanço da tecnologia e a facilidade de criação de conteúdo, ter um projeto que se pauta em vivências e cumpre os critérios estabelecidos pelos órgãos competentes do segmento, com certeza nos coloca em um lugar de privilégio e também de destaque, uma vez que valoriza as pessoas e empresas que foram envolvidas nos escritos. Os autores são pessoas do maior gabarito possível, não somente por suas formações, mas pela vivência diária no que foi descrito. Tenho certeza de que eles terão mais oportunidades de fazer a diferença com esse livro.

Enquanto organizador, como foi sua experiência?

Sou suspeito. Eu amo livro, amo ler, escrever e amo pessoas. Acho que esse projeto me deixa mais realizado como empresário, profissional e cidadão. Precisamos ser a mudança que queremos no mundo, como disse o grande Dalai Lama. Tenho certeza de que o livro vai ser um meio importante para mostrar a cara do transporte de cargas brasileiro diferente dos que muitos conhecem.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Fechar Menu
Whatsapp Chat
Envia via WhatsApp
×
×

Carrinho