Lágrimas

Deitou-se na cama e chorou todas as lágrimas do mundo… Lágrimas de dor, aquelas do coração! Lágrimas de incertezas, aquelas que a razão não entende! Lágrimas de saudades, aquelas impregnadas na alma! Lágrimas de incompreensão, aquelas de que foi mal interpretada! Lágrimas de mágoa, aquelas que caem pelos machucados da vida! Lágrimas de amor, aquelas que são mistura de carinho e gratidão! Lágrimas que caem pelo rosto, lágrimas que são um desabafo, lágrimas que aliviam o coração. Lágrimas que salvam a mente! 

Por Roselena de Fátima Nunes Fagundes 

……..
Texto integrante do projeto de exercício literário proposto pela Pragmatha Editora em suas redes sociais. Participe! Em caso de dúvida, converse com a editora Sandra Veroneze pelo e-mail sandra.veroneze@pragmatha.com.br

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp