Conheça os autores da sexta edição da antologia Prosa na Varanda

O Grêmio Literário Patrulhense, de Santo Antônio da Patrulha, no Rio Grande do Sul, está lançando a sexta edição de sua antologia Prosa na Varanda. A obra reúne contos e crônicas de seus associados e está sendo lançada pela Pragmatha Editora.

Conheça os autores:

Aliston Oliveira – Patrulhense, tem com a esposa Simone, a princesa Sophia e o rei Arthur, e é pai emprestado de Bruno. É filho de Valter Ramos de Oliveira e de Suely Maria da Cunha Oliveira, irmão de Cristian da Cunha Oliveira. Advogado, formado em Direito pela Ulbra, de Gravataí. Um colorado aficionado, herdando do pai a paixão pelo Sport Club Internacional. Moendeiro por inspiração, onde há mais de 15 anos atua como voluntário e redator do Festival. Entusiasta no que tange a cultura em todas as suas variantes. Faz do labor como servidor municipal de carreira, na Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes de sua terra natal, o elo com o consumidor cultural de todos os segmentos que contemplam os eventos culturais dos quais participa.

Alvina Silva dos Santos – Nascida em 19 de março de 1941, em Santo Antônio da Patrulha. Dedicada a cuidados pessoais em casas de família desde pequena. Trabalhou em indústrias em Porto Alegre até se casar. Retornou a Santo Antônio, construiu a sua casa, criou os filhos morando no Bairro Pitangueiras. Trabalhou como enfermeira no Hospital do município por 12 anos e também como vacinadora no Posto de Saúde. Exerceu também o ofício de massagens terapêuticas.

Ana Zenaide Gomes Ourique – Possui licenciatura plena em Letras, pela Faculdade de Ciências e Letras de Bagé (1975) e pós-graduação em Folclore, pela Faculdade Palestrina (1982). É pesquisadora das manifestações folclóricas e integra o Instituto Geográfico de Santo Antônio da Patrulha. Já participou de diversas edições do Raízes e Raizinhas. Sua dedicação às pesquisas folclóricas é reconhecida internacionalmente; participou de seminários e eventos e foi agraciada com premiações e reconhecimentos. É coautora do Livro “Cavalhadas – Uma Tradição de Raiz Milenar” (1997).

Antônio Machado de Aguiar – Médico-veterinário, atualmente Consultor Técnico para o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura – IICA, em convênio com o Ministério da Agricultura e Abastecimento – MAPA, responsável pela produção de estudos sobre a agricultura familiar nos diversos cenários do Brasil. Participa também da gestão da Sociedade de Veterinária do Rio Grande do Sul – Sovergs, como Vice-Presidente.

Carmen Alminhana Monteiro – Nascida em Santo Antônio da Patrulha, filha de Norberto e Ondina, casada com Antônio Carlos Maciel Monteiro, mãe de Gustavo e Paulo Henrique, seis netos. Formada em designer gráfico na Ulbra. Trabalha há 35 anos no ramo gráfico, 25 anos na diretoria da Moenda Da Canção, sendo 15 como presidente. Na Acisap foi presidente na gestão 2015-2017, coordenou o livro de fotos Pelos Caminhos de Santo Antônio da Patrulha e o livro ACISAP 50 anos na relação comércio consumidor. É diretora de cultura e turismo da atual administração.

Carmen Lúcia Carone Maciel – Porto-alegrense, associada ao Grêmio Literário Patrulhense, professora e escritora, diplomada em Pedagogia – Supervisão Escolar, com aperfeiçoamento em Psicologia Escolar e Psicopedagogia. É casada com o patrulhense Antonio Carlos Maciel. Participou com crônicas em duas edições do Prosa na Varanda e publicou poesias em seis edições do Poesia na Praça. Ainda, escreveu artigos para a Folha Patrulhense no espaço do Grêmio Literário. Colaborou com um texto para o livro Raízes de Xangri-lá. Escrever, para ela, é uma das facetas da felicidade.

Carolina Selistre – “Sou arquiteta e urbanista, formada pela UFRGS há vinte anos. A vivência na profissão me ensinou que os lugares e objetos projetados, para terem valor, precisam ter potencial poético: devem exercitar a imaginação e reforçar nossa humanidade. Por entender o caráter lúdico que permeia meu trabalho, passei a acreditar que todo o arquiteto é um pouco poeta… E das reflexões sobre o que é ser arquiteta e viver a arquitetura, surgiu o projeto literário Arquitetura d’Alma: textos sobre as referências e impressões que minha vivência nesta profissão traz diariamente sobre as coisas e as pessoas. Hoje, além de contar histórias através dos espaços que projeto, escrevo. Sem grandes pretensões ou ilusões, minha intenção é jogar uma (necessária) pitada de poesia nos nossos dias. Acredito que recebi de nossa cidade e seus movimentos culturais importante motivação: e de minha família a inspiração e coragem necessárias para compartilhar o que de mim transborda.”

Elizabete Meregalli da S. Silveira – Professora, formada em Letras, pós-graduada em Língua Portuguesa e Literatura, participou de vários cursos de projetos de leitura e produção textual. Participou do primeiro “Dia da Arte” em 1989 e compartilha com a “Poesia na Praça” com grande satisfação. É apaixonada por literatura e leciona no Ensino Médio no Instituto Estadual de Educação Santo Antônio. Faz parte do Grêmio Literário Patrulhense e é apaixonada pelas artes e pela sua profissão.

Elita Portal de Fraga – Patrulhense, formada no curso Magistério do Colégio Santa Teresinha, foi professora por 12 anos, aposentada pelo Banco do Brasil, membro do Grêmio Literário Patrulhense. Tem publicações nos livros Poesia na Praça, Prosa na Varanda e Suas Excelências: Os Personagens.

Graziela de Moura Terra – Nasceu em Riozinho, em janeiro de 1953, na época pertencendo a Santo Antônio da Patrulha. Formou-se professora em 1971 e, dois anos depois, foi contratada para escola estadual em Morro Grande. Pelo casamento, transferiu-se para Mostardas, em 1975, onde também foi professora, vereadora, secretária municipal de Educação e chefe do gabinete do prefeito. Tem três filhos, Melissa, Tiaré e Monice e seis netos.

Helena Lopes Barcelos – Professora formada em magistério pelo Colégio Santa Terezinha, lecionou em Caraá, mas decidiu largar a profissão e se dedicar ao lar. Possui diversas publicações, dentre as quais Poesia na Praça. Pessoa sensível, seus escritos estão espalhados em diversos lugares.

João Alberto Teixeira de Souza – Beto Plucênio, sobrenome de família, é o pseudônimo de João Alberto Teixeira de Souza, nascido em Torres e radicado em Santo Antônio da Patrulha há mais de 50 anos. Formado em geografia, professor no Instituto Estadual de Educação. Já publicou no Poesia na Praça, na Folha Patrulhense e em projetos da faculdade QI, em Porto Alegre, bem como poesias encenadas no recital poético do Museu Caldas Junior.

Joelson Machado de Oliveira – Patrulhense. Administrador formado pela PUC/RS (1972) e, advogado formado pela Unisinos (1981). Trabalha como advogado em Santo Antônio da Patrulha. Autor de três livros: Remoendo Sonhos (2007), Céu de Oceano (2009) e Rua Deserta (2017). É associado ao Grêmio Literário Patrulhense. Tem trabalhos publicados em várias antologias do Livro Poesia na Praça. Participou, também, de três antologias da Academia do Escritores do Litoral Norte (AELN). Participou de todas as edições do Prosa na Varanda e do livro Suas Excelências, Os Personagens. Publicou crônicas na Folha Patrulhense, Correio de Gravataí e Jornal do Comércio.

Juliana Souza Porfírio – Juliana é uma professora alfabetizadora sonhadora. Nasceu e se criou na cidade de Santo Antônio da Patrulha, interior do Rio Grande do Sul. Gosta muito de estudar e se dedicar à vida no meio rural, mas também gosta de viajar pelo mundo afora. Possui graduação em Educação do Campo pela Universidade Federal de Pelotas (2015) e pós-graduação em Ludopedagogia pelo Centro Universitário Leonardo da Vinci, Uniasselvi. Atualmente leciona na escola: E.E.E.M. Professora Gregória de Mendonça com alfabetização, em turmas de anos iniciais do ensino fundamental, e dedica seu tempo livre a viver intensamente.

Loraine Schaun – É médica pediatra, nascida em Porto Alegre em 1953. Reside desde 1980 em Santo Antônio da Patrulha. Participou dos Livros: “Poesia na Praça”, de 2018 a 2020 “Suas Excelências, os Personagens”, de 2018 e 2020 “Prosa na Varanda” Edição de 2019.

Maria das Graças Machado de Castilhos – Nascida em março de 1962, natural de Santo Antônio da Patrulha. Filha de Remi Luiz Machado e Constância Lopes Machado. Casada com Antônio Carlos de Castilhos e mãe de Francisco Arnaldo, Maria Vitória, Maria Amélia e Antônio Remy. Moradora em Esquina dos Morros, professora aposentada, advogada e produtora rural. Seu lema é: “O saber não ocupa espaço e não pesa.” Portanto, está sempre participando de todos os projetos, entidades, comitês, cursos e empreitadas a que é convidada. “Não que seja talentosa, mas muito curiosa e disposta.”

Maria Ruth Maykot – Natural de Santo Antônio da Patrulha, residente em Itajaí, Santa Catarina. Escreve crônicas e contos há muito tempo. Em Itajaí escrevia com certa regularidade para um jornal semanal, hoje extinto. Participou do último Raizinha com a história de seus avós maternos, com o título de “Abílio e Sinhá, um retrato na parede”. Atualmente vem se encorajando e tirando do baú os escritos que foram nascendo ao longo da vida.

Marilani dos Santos Bernardes – Natural de Santo Antônio da Patrulha. Professora. Amante da literatura, da música e de tudo o que vem da natureza. Membro do Grêmio Literário desde janeiro de 2021. Participou de algumas edições do Poesia na Praça e de outras antologias, dentro e fora do estado. Gosta de escrever em prosa e poesia. Escrever, para ela, é uma das mais belas formas de expressar e partilhar sentimentos. Escrever é um dos seus refúgios.

Mario Antonio Barcelos – Patrulhense da localidade de Chicolomã, vem participando, desde 2011, das Antologias Poéticas Poesia na Praça. Em 2016, participou da Poesia Livre, concurso literário do Estado da Paraíba. Desde 2017, colabora para as Antologias da Sociedade Partenon Literário, bem como publicações variadas, a exemplo da Folha Patrulhense e o extinto Jornal Alternativo. É membro fundador do Instituto Histórico e Geográfico de Santo Antônio da patrulha – IHGSAP e associado do Grêmio Literário Patrulhense.

Márnei Consul – Professor e escritor patrulhense. Formado em Letras – Português/Inglês (Unisinos) e pós-graduado em Educação em Direitos Humanos (Furg), Educação para a Diversidade (UFRGS), Educação Ambiental (Furg), Gestão Escolar: Orientação e Supervisão (São Luís) e Língua, Literatura e Ensino (Furg). Escreve poemas, contos, crônicas e romances. Publica desde 2009.

Regina Barcellos dos Santos – Nasceu em 23 de março de 1928, em Santo Antônio da Patrulha. Formou-se no magistério do colégio Santa Terezinha, em 1952. Foi uma das fundadoras da LBA de nossa cidade. Participa da Antologia Poesia na Praça. É sócia do Grêmio Literário Patrulhense e IHGSAP. Participou de diversos concursos literários: Pulsações Reunidas, POA; Revista Brasília; Clube Literário Brasília; Poebrás, Salvador, BA; Medalha Casa de Cultura de Pelotas; Menção Honrosa Expoesia e Concurso Museu Juca Maciel. Livros publicados: Mimi – a gatinha; O casamento do Camundongo; O Peixinho de Biquini; Patati; Lagoa dos Barros – Fatos e Lendas. Participa do Prosa na Varanda e escreve artigos para o Folha Patrulhense.

Rosalva Rocha – Patrulhense. Sempre gostou de escrever, mas foi em 2007 que encorajou-se a participar, como coautora, do livro “… aos40! “. De lá para cá, vem participando de diversas publicações, a exemplo das Antologias da Academia de Escritores do Litoral Norte (2009 e 2011), Antologia Poética Poesia na Praça (2011/Atual), Suas Excelências, os Personagens (2015, 2017 e 2020), Prosa na Varanda 1 a 5, e diversas Antologias do Estado. Publicou com regularidade no Caderno Literário Pragmatha e, com regularidade também, publica no Recanto das Letras. Associada do Grêmio Literário Patrulhense, já ocupou a presidência e atualmente ocupa a sua secretaria.

Sandreli Bandeira – É patrulhense. Desde a adolescência faz da escrita um dos seus muitos hobbies, mas foi a partir de 2016, quando ingressou no Grêmio Literário, que passou a publicar seus textos, participando da coletânea de contos e crônicas “Prosa na Varanda” nos anos de 2017 e 2019. Escreve sobre o cotidiano, sobre cultura, história e turismo nas suas mais diversas nuances.

Sinara Foss – Patrulhense, nascida no interior há algumas décadas, escreve por necessidade. Não é raro encontrar um gato ou um cachorro perdido em suas escrevinhadoras. Sonha, ainda – já sonhou mais – que pode ajudar a transformar esse mundo em que vivemos num lugar melhor.

Suzana Trevisan – Educadora e pesquisadora. Nasceu em Porto Alegre, mas passou bons momentos da infância na casa da avó (Paulina Barcelos) em Santo Antônio da Patrulha. É professora no Instituto Federal Sul-rio-grandense, campus Sapucaia do Sul, onde leciona línguas Portuguesa e Inglesa, além da Literatura. É idealizadora do projeto Histórias que Merecem ser Contadas.

Tereza Araujo – Natural de Santo Antônio da Patrulha, casada, aposentada, formada em Direito, Teologia e Letras. Membro do Grêmio Literário Patrulhense. Escreve na Antologia Poesia na Praça, Prosa na Varanda e Suas Excelências, os Personagens. Participou do Raizinha e do livro Pandemia, tempo de prosa e poesia.

Tokinho Barcellos – Luis Paulo Flor de Barcellos (Tokinho Barcellos), é patrulhense. Corretor de seguros. Começou a escrever no ano de 2012. Escreve poemas em forma de versos rimados, contando e homenageando familiares e amigos. Participou da Antologia Poética Poesia na Praça 2020, Suas Excelências, os Personagens e Pandemia Tempo de Prosa e Poesia.

Vera Maria de Assis Mohr – Natural da cidade de Gravataí/RS, nasceu em 27 de fevereiro de 1951. Filha de Antônio Almeida de Assis e de Maria Petronília de Assis, formou-se professora no Curso Normal do Colégio Santa Teresinha em 11 de dezembro de 1971 e em Comunicação e Expressão pela UCS – Universidade de Caxias do Sul, em 15 de julho de 1975. Casada com João Edmundo Mohr Netto há 46 anos, mãe de quatro filhos: Milena, Camile, Guilherme e Claudine e avó de cinco netos: Ana Carolina, Eduarda, Antônio Augusto, Thomas e, o último que nascerá em dezembro/2021. Professora por vocação, lecionou no Colégio Santa Teresinha, onde fez o próprio estágio, no extinto Ginásio Castelo Branco na Miraguaia, nas Escolas Rurais José de Alencar no Campestre e, Nossa Senhora da Piedade em Esquina dos Morros, sendo também diretora destes dois educandários. Encerrou suas atividades escolares na Escola Estadual Gregória de Mendonça, em 1997. Após a aposentadoria, voltou a trabalhar na Rádio Itapuí (onde já havia trabalhado de 1968 a 1974) e, há 21 anos, produz e apresenta com a sua equipe o Programa Momento Mulher, que teve início em 28 de outubro de 1999.

Walter João Putten – Membro do Grêmio Literário Patrulhense, é administrador, técnico em contabilidade e radialista. Escritor com participação em coletâneas literárias: Histórias do Trabalho, Poesia na Praça, Prosa na Varanda e colaboração no livro Raizinha de 2020. Nasceu em Canela, em agosto de 1949, e atualmente reside em Santo Antônio da Patrulha.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Fechar Menu
Whatsapp Chat
Envia via WhatsApp
×
×

Carrinho